Como estruturo cursos para capacitação em metodologias de melhoria de processos de negócio.

Passo a passo para curso.

 

  1. Levantar com o solicitante expectativas quanto ao curso e que competências devem ser trabalhados no curso. Competência, em administração, é a integração e a coordenação de um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes (C.H.A.) que na sua manifestação produzem uma atuação diferenciada. O administrador, sob a perspectiva de planejar, organizar, dirigir e controlar recursos, desenvolve as três competências individuais: o conhecimento (informações, conceitos, ideias, experiências), a perspectiva (colocar o conhecimento em ação) e a atitude (fazer as coisas acontecerem), indicando que a teoria da competência referia-se unicamente ao indivíduo. Com a evolução do pensamento administrativo, foi incorporado à teoria mais duas expressões, V (valores), e E (entorno), para indicar a síntese de competência (CHAVE — Conhecimentos, Habilidades, Atitudes, Valores e Entorno) como “(…) um conjunto identificável e avaliável de conhecimentos, atitudes, valores e habilidades, relacionados entre si, que permitem desempenhos satisfatórios em situações reais de trabalho, segundo padrões utilizados na área ocupacional.” Estes aspectos devem ser levantados para que o curso tenha o foco correto e gere frutos reais.
  2. Solicitar mini currículo dos alunos para levantamento de seus conhecimentos e alinhar com as competências que devem ser adquiridas.
  3. Caso seja um curso para alunos de uma mesma instituição, entender o contexto da instituição, sua maturidade em processos, ferramentas utilizadas, se tem escritório de processos implantado e funcional, em que grau hierárquico o escritório está inserido, qual o patrocinador do escritório e o grau de aceitação da instituição em metodologias BPM. Aqui os valores e o E (entrono) da CHAVE deve ser levados em consideração fortemente para o curso trazer resultados para a instituição a qual os alunos estão inseridos.
  4. Elaborar Análise SWOT ou Análise FOFA (Potencialidades, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) com base em todas as informações levantadas. Na análise podemos visualizar o cenário completo e como podemos trabalhar melhor o conteúdo do curso.
  5. Elaborar estratégia do curso e fornecer informações de custo de horas aula do professor ao solicitante. Caso seja necessária infraestrutura para a realização do curso, listar a mesma e pedir ao solicitante que a providencie. Um cronograma deve ser fornecido com um mini TAP (Termo de abertura de projeto) ou um documento mais simples mas contendo informações necessárias para a boa realização dos trabalhos como por exemplo, escopo, não escopo, entregas, etc.
  6. Caso o curso seja aprovado, elaborar plano de aula e realizar estudos sobre os conteúdos necessários ao curso.
  7. Elaborar plano de aula.
  8. Preparar ambiente EAD (Ensino A Distância) para suporte as aulas presenciais e elaborar materiais didáticos para as aulas.
  9. Aplicar aulas e tirar dúvidas via fórum no EAD.
  10. Aplicar avaliação das competências que devem ser desenvolvidas.
  11. Aplicar avaliação do curso para os alunos.
  12. Tabular dados e apresentar resultados para solicitante.
  13. Dar feedback para os participantes.
  14. Encerramento do curso.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *