Lições Globais dos Técnicos da Copa do Mundo

Lições Globais dos Técnicos da Copa do Mundo

Por Kevin Korterud

http://jzbrasil.com/congressos/pmi/agosto/imagens/port_novidade01.jpg

As pessoas ao redor do mundo estiveram ligadas na Copa do Mundo da FIFA. Até gerentes de projetos sobrecarregados tentaram arranjar um tempo para acompanhar a cobertura do campeonato internacional de futebol e torcer por seu país.

Consigo encontrar muitos paralelos entre o que ocorre no campo e alguns dos desafios enfrentados pelos gerentes de projetos. Tanto os técnicos bem-sucedidos da Copa do Mundo quanto os gerentes de projetos passam muito tempo dando instruções para uma equipe com o intuito de mitigar eventos inesperados. Eis quatro lições a serem aprendidas com esses técnicos e que poderiam ajudar a assegurar que o seu projeto gere bons resultados em meio ao inesperado:

1. Defina quem são os iniciantes e os especialistas. Os técnicos da Copa do Mundo sabem que habilidades os principais membros da equipe devem ter para vencer os jogos.  Eles também têm um conhecimento profundo das habilidades, capacidades, tolerância e adaptabilidade dos jogadores com relação a situações inconstantes. Tal conhecimento permite que os treinadores selecionem os jogadores que irão iniciar a partida, bem como os especialistas que entrarão em campo quando os jogadores principais precisarem de apoio. 

Os gerentes de projetos também deveriam saber quais os principais membros da equipe precisam estar no início de um projeto, assim como os recursos especializados tais como especialistas em determinados assuntos no mercado ou planejadores de trabalho necessários para a conclusão do projeto, de modo a garantir o sucesso.

2. Seja um treinador, não um jogador. Uma das tendências mais arriscadas para um treinador é tentar passar a própria experiência como jogador aos membros da equipe. Os melhores técnicos na Copa do Mundo focam em fazer com que o time tenha um bom desempenho como um todo, mas não em fornecer instruções detalhadas a respeito de técnicas com a bola. Treinadores especializados (preparadores físicos ou treinadores de goleiros, por exemplo) e os companheiros de equipe deveriam fornecer esse tipo detalhado de instrução, deixando o técnico do país na Copa do Mundo livre para conduzir o andamento do jogo.

Os gerentes de projetos podem fazer o mesmo ao identificar e empregar os recursos especializados que podem auxiliar os membros da equipe com o básico, como escrever bons requerimentos e criar planos de trabalho. Isso libera os gerentes de projetos para focalizarem na solução de riscos e problemas ao longo do projeto. 

3. Certifique-se de que todos conhecem as jogadas. Os técnicos da Copa do Mundo se esforçam muito para empregar jogadas que são adequadas para seus jogadores. Além disso, eles passam o tempo criando novas jogadas que podem ser usadas em situações inesperadas que podem surgir durante um jogo. O técnico da Copa do Mundo investe bastante tempo preparando e treinando o time, certificando-se de que as jogadas são executadas de modo tranquilo e eficiente. 

Os gerentes de projetos podem fazer o mesmo ao identificar as abordagens corretas ou seja, os métodos, processos e ferramentas e ao passar tempo com a equipe para praticar a execução dessas abordagens.

4. Dê um feedback sobre os resultados. Ao término de cada jogo, os técnicos da Copa do Mundo passam um tempo com a equipe, e também com a mídia, e compartilham as opiniões sobre os resultados do jogo. Além disso, eles frequentemente compartilham as principais decisões e os resultados que podem ter levado à vitória ou derrota do time. Os técnicos da Copa do Mundo fazem isso de um jeito que reflete o esforço geral da equipe, em oposição ao esforço de alguns principais jogadores.

Os gerentes de projetos deveriam fornecer esse tipo de feedback em intervalos regulares, ao longo do projeto, em especial durante as reuniões acerca do status do projeto. Os projetos também apresentam o equivalente quanto à atenção da mídia na forma de patrocinadores; dessa forma, os gerentes de projetos deveriam fornecer o mesmo tipo de feedback com frequência e abertamente.

Quais comportamentos e práticas você acha que podem auxiliar os gerentes de projetos a criarem projetos vencedores?

Este artigo foi publicado pela primeira vez em 25 de junho de 2014 no blog Voices on Project Management.

Fonte: http://blogs.pmi.org/blog/voices_on_project_management/2014/06/world-class-lessons-from-world.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *